' REPENSAR A EDUCAÇÃO 40 ANOS APÓS "VIGIAR E PUNIR" - ALEXANDRE F. DE CARVALHO; SIVIO GALLO

Livraria da Física

TeleFONES
Loja virtual
Loja virtual : (11) 3459 4323 ou 3459 4324
Editora
(11) 34594326 ou 34594327
Seu carrinho
  • Busca avançada

Física

REPENSAR A EDUCAÇÃO 40 ANOS APÓS "VIGIAR E PUNIR"
ALEXANDRE F. DE CARVALHO; SIVIO GALLO
Quantidade limitada no estoque. Envio imediato.
Editora editora livraria da fisica
Área EDUCAÇÃO
Idioma Português
Número de páginas 462
Edição 1A. ED. 2015
ISBN 9788578613747
EAN 9788578613747
No ano de 2015 completam-se 40 anos da aparição de
Vigiar e Punir. A obra de Michel Foucault conta com mais
de 40 reedições no Brasil. O texto representa um marco teórico-
analítico para a grande área das humanidades. Tanto é
que os mais distintos campos de saberes, tais como a história,
o direito, a psicologia, as ciências sociais, a antropologia
social, a educação, a medicina, para citar apenas alguns
exemplos, por afinidade de pensamento ou por contraposição,
tiveram de fazer, e ainda o fazem, vários "acertos de
conta" com as teses acerca da analítica e das técnicas de
poder que, ao cabo, situaram a contemporaneidade na irrecusável
articulação produtiva de subjetividades derivadas
da sociedade disciplinar.
Essa mesma sociedade disciplinar, para Michel
Foucault, passou a ser a grande sombra a acompanhar,
como ele sublinhava, os menores desvios de cada indivíduo,
produzindo uma farta institucionalização de saberes
complexos, dispersos e ao mesmo tempo coerentes com os
múltiplos dispositivos disciplinares. Com efeito, a nossa
história seria a de uma sujeição interminável às microfísicas
de poder; à economia positiva de um poder a produzir
saber, e vice-versa, investindo sobre os homens que devem
ser "vigiados, treinados, corrigidos", mas também sobre
"os loucos, as crianças, os escolares, os colonizados, sobre
os que são fixados a um aparelho de produção e controlados
durante toda a existência".

Escola e Educação: 40 anos após Vigiar e Punir tem
por objetivo avançar na atualização da produção de conhecimento
que, de um lado, considera as teses foucaultianas
dispostas nesta obra como eixo imprescindível para se pensar
a escola e a educação no contexto da sociedade disciplinar
e pós-disciplinar, ou sociedade de controle. De outro
lado, trata-se de repensar como Vigiar e Punir desdobra-se
na continuidade do pensamento de Michel Foucault com
as problemáticas do biopoder, das contestações da subjetividade
controlada, dos ensaios do sujeito na direção de
uma ética da existência. Seja como for, desde Vigiar e Punir
escola e educação são convidadas a enfrentar as suas problematizações,
vocações, destinações, formas de condução e
de relações com os dispositivos de saberes, de poderes e de
produção de subjetividades, bem como os seus operadores
institucionais, sem ignorarem as forças assentadas na sociedade
disciplinar e, concomitantemente, pensar experiências
que criam, instigam, resistam, denunciem, experimentem a
própria educação para além da sombra que habita a escola,
como Foucault mencionou no final de Vigiar e Punir.
Para construir esse mosaico de interpretações a partir
desta obra emblemática, foram convidados a contribuir
com este livro autores especializados e reconhecidos
na fortuna crítica foucaultiana, tanto no cenário brasileiro
quanto internacional, que vêm se esforçando para pensar a
escola e a educação diferentemente do que se tem pensado.
Os capítulos foram agrupados em três grandes blocos.
O primeiro bloco reúne cinco textos que penetram
na obra Vigiar e Punir e procuram explicitar conceitos ali
trabalhados, discutem a própria lógica da experimentação
conceitual foucaultiana na construção do livro, destacam
sua atualidade, bem como seus usos na pesquisa em educação
no Brasil.
O segundo bloco relaciona os conceitos de Vigiar e
Punir com a bipolítica foucaultiana, com o tema da governamentalidade,
dando novas dimensões às análises sobre
temas relativos ao campo educativo. São elucidados os
mecanismos do exame, tanto em Vigiar e Punir quanto nas
políticas educacionais contemporâneas, a disciplina e a
indisciplina escolar e suas metamorfoses em nossos dias,
as antropotécnicas que nos constituem, a função-sujeito
nas tramas da disciplina no capitalismo.
Finalmente, um terceiro bloco traz capítulos que
partem de Foucault e de Vigiar e Punir para pensar contemporaneamente
a escola e a pesquisa educativa. São
examinados os fenômenos das disciplinas escolares e das
tecnologias disciplinares digitais, no intuito de compreender
uma atualidade que não foi pensada por Foucault, bem
como a configuração recente das escolas como "ambientes
de aprendizagem". São mobilizados conceitos como os de
cuidado de si e de heterotopias, num esforço de repensar
a escola hoje.
Agradecemos aos colegas brasileiros e estrangeiros
que acreditaram no projeto e colaboraram com seus textos,
tornando este livro uma realidade. E esperamos que os
leitores encontrem, também aqui, ferramentas instigantes
para se pensar diferentemente do que se pensa.
Preço da tabela: R$ 65,00
Nosso preço: R$ 42,25
ATENÇÃO: Os pedidos deste catálogo estão sujeitos a alteração sem prévia comunicação. Os pedidos ficam condicionados a disponibilidade do nosso estoque e de nossos fornecedores (editoras e distribuidores). Esclarecemos aos consumidores que, por não sermos vendedores no atacado, pedidos que possuam mais de um item do mesmo produto, poderão sofrer alteração no prazo de entrega se a quantidade de produtos solicitados for maior do que a quantidade disponível em nosso estoque, para não ter dúvidas sobre quantidades, consulte antes por e-mail (vendas@livrariadafisica.com.br)